2017 | 4 de agosto
> Ovo Cozido ou Ovo Mexido?



Dica da Nutri 449 Dani Teixeira

Os ovos são excelentes opções para lanches e para compor grandes refeições por oferecer proteínas de boa qualidade e disponibilidade.

Escolher a melhor forma de preparo para a sua rotina, para o seu paladar e para o seu organismo pode ser interessante:

COZIDO

1- É mais prático.

2- Cozinhe da maneira correta: mergulhe em água fervente durante 8 minutos, retire da panela e resfrie imediatamente em água gelada.Cozinhar da maneira correta é importante para evitar a formação do anel verde que leva ao mau cheiro, os possíveis gases e a menor disponibilidade de nutrientes.

3- Causam mais gases que os ovos mexidos, pois formam mais pontes dissulfeto.

MEXIDO

1- Você pode adicionar manteiga ou azeite para preparar.

2- Adicionar vegetais e especiarias pode aumentar o valor nutricional da preparação.

3- Causam menos gases que os ovos cozidos, por ter mais ligações dissulfeto quebradas durante a cocção.

Escolha a forma que mais agrada ao seu paladar e fica mais prático para a sua rotina!

--------------------

Montar sua própria dieta levando em conta apenas a quantidade dos macronutrientes (carboidrato, proteína e gordura)
que se deve ingerir no dia.


Essa é a Dieta Flexível!



Veja no novo vídeo NO BOX COM AS NUTRIS!
Ana 449 & Karen 449

Clique aqui para ver o vídeo completo!

--------------------



Estratégia Alimentar ou Dieta? Reflita pelo caminho mais adequado!

Recentemente, o assunto Dieta está espalhado em capas de revistas, jornais, blogs, canais do youtube e vários outros meios de comunicação. Muitos clientes chegam ao consultório temendo receber a famosa “dieta da vez” e outros já trazem a “dieta” que querem fazer para alcançar algum status físico que outra pessoa obteve fazendo a “dieta”.

Nós nutricionistas aprendemos, durante o curso de Nutrição, que o termo dieta se refere a um padrão alimentar habitual praticado por uma pessoa. Muitos indivíduos associam a dieta com padrões da moda para emagrecer, para ganhar massa muscular, para controlar uma diabetes, ou seja, para uma recompensa. E, por isso, a maioria das pessoas acaba não aderindo a esta norma tradicional, pois as dietas não considerem as rotinas de vida e de comportamento de quem vai praticá-la por um tempo para um determinado objetivo.

Neste sentido, um termo novo tem sido empregado por Nutricionistas que se preocupam com o amadurecimento mental e físico do cliente em se beneficiar com a alimentação adequada chamado de Estratégia Alimentar. Este se refere a um processo de planejamento pelo nutricionista e cliente em torno de rotina, viabilidade financeira e emocional para alcançar seus objetivos e metas alimentares. O cliente é estimulado a aprender o planejamento de suas refeições e mentalizar mudanças de atitudes e de relações com a alimentação. Neste processo, percebemos que muitos objetivos e metas não são da pessoa e, sim, de outros agentes influenciadores.  

O nutricionista poderá estimular o cliente para a auto avaliação do que é possível executar da estratégia, visando a identificação e controle de sentimento de frustração e culpa, por exemplo. A escuta dos sentimentos em torno do comer pelo nutricionista é fundamental, para que o cliente possa criar medidas que evitem sentimentos negativos em relação à experiência alimentar e que possa construir caminhos para facilitar o acesso às refeições que sejam adequadas ao seu ritmo de vida.

Além disso, a estratégia reúne elementos de crítica do cliente em relação ao que ele tem de desafio na alimentação e as ações que ele terá que propiciar para a mudança na alimentação. Exemplifica-se isso o simples fato de garantir uma despensa com alimentos para o preparo de receitas culinárias que cooperam de forma positiva e consciente para a estratégia anteriormente definida na consulta. Por fim, estes elementos e ações decorrentes da estratégia colocam a pessoa como a protagonista da rotina de sua vida e trabalho para o alcance de uma proposta específica e individualizada. As pessoas, por meio da estratégia têm oportunidade de uma reflexão e de um retorno de como a mente opera o comer visando a solução de dificuldades que podem “sabotar” seus objetivos e metas alimentares.

Dúvidas? Sugestões?
Escreva para mim: nutricionistapatricia@equipebemestar.com.br

Nutri Patrícia Martins - EQUIPE BEM-ESTAR
Atendimento na 449! :)


--------------------



O abacate é uma fruta de características distintas da maioria de seu grupo alimentar. E isso é maravilhoso, pois cada fruta vai dar a sua contribuição e a gente só tem que comer um pouco de cada. A contribuição do abacate está em fornecer principalmente boa concentração de gorduras insaturadas, favorecendo a saúde e prevenindo doenças, além de ter boa quantidade de fibras, vitaminas lipossolúveis e antioxidantes.

Como saber quando o abacate está pronto para ser cortado?
O abacate é daquelas frutas que demoram a amadurecer e logo apodrecem. Então é importante saber o momento certo de consumir. Você pode verificar isso pela textura macia da fruta ao pressiona-la levemente. Não pode estar dura e também nem muito mole. Outra forma é observar a cor abaixo do pedúnculo (o “cabinho”), que deve ser amarela esverdeada, nem verde claro (muito verde), nem verde escuro ou marrom (provavelmente passou do ponto).

Como conservar?
Já ouvi muitas pessoas dizerem que não comem abacate porque estraga rápido. Mas se você conservar direitinho e comer, não vai estragar. Guarde em um recipiente escuro (para não passar luz) e bem fechado (para diminuir o contato com o ar), sempre na geladeira.

E como inserir na alimentação?

O abacate é muito versátil. Dá para fazer molhos de saladas, adicionar no recheio do pão para dar cremosidade, fazer vitaminas, cremes, comer acompanhado de sementes e castanhas e também puro.

E você, costuma comer abacate? Em preparações ou puro? Só não vale comer com um monte de açúcar, hein!? ;)

Nutri Izabela Cavalcante - ACOLHER NUTRIÇÃO
Atendimento na 449! :)


--------------------





Ir para a lista

Clube449


Newsletter

Cadastre-se e receba e-mails com dicas e informações.

 
 

Contatos

(61) 3363-7449
(61) 98535-7449 (whatsapp)
clinica449 (skype)
contato@clinica449.com.br

Centro Clínico Sudoeste
Sala 219 - Brasília/DF

Busca

Encontre o que você precisa em todo o nosso site.