BOLETIM449


FILTROS

Encontre mais facilmente o
Boletim 449 que deseja:


NEWSLETTER

Cadastre-se e receba e-mails com dicas e informações.

 
 



2017 | 16 de novembro
> Quero ser vegetariano! E agora?



E agora? É possível retirar a carne e ter uma alimentação saudável? Sim, é possível. São necessárias algumas adaptações, não basta apenas retirar esse grupo e pronto, depende de como é a sua alimentação.

É importante entender que a alimentação vegetariana é variada e que a combinação de grupos alimentares se faz necessária para atingir a necessidade de todos os nutrientes. Isso acontece, por exemplo, no caso das proteínas, é preciso combinar alguns grupos alimentares para ter o aporte adequado de aminoácidos importantes para o nosso corpo. Mas isso não é um problema e nem é difícil. Na verdade, isso abre espaço para conhecer novas preparações e ingredientes.

Um erro fácil de ser cometido nessa transição para a dieta vegetariana é retirar a carne e não realizar essas adaptações, ou comer muitos farináceos, alimentos refinados e industrializados, e aí realmente não vai funcionar. A recomendação do Guia Alimentar para a População Brasileira, de consumir mais alimentos naturais e menos processados/industrializados vale para onívoros e também para os vegetarianos.

Há muitos benefícios em uma dieta vegetariana, a qual pode incluir derivados animais (ovos e leites) ou não, que é o caso do vegetariano estrito. Crianças e gestantes também podem ser vegetarianos? Sim, podem! Mas são fases que indico um acompanhamento profissional mais de perto, já que há maior necessidade de alguns nutrientes.

A retirada da carne da alimentação ainda é um assunto polêmico, algumas pessoas, inclusive profissionais da saúde, não apoiam e até combatem. Entretanto, tenho visto muitos estudos mostrando os benefícios de uma dieta vegetariana e também os observo na minha prática clínica. Com o conhecimento em mãos vejo que é possível sim viver com saúde sem o consumo de carne. Vai da escolha de cada um comer ou não, e em qualquer um dos casos a ajuda de um profissional capacitado é sempre bem vinda. Procure um nutricionista!

Texto by Nutri Izabela Cavalcante - ACOLHER NUTRIÇÃO
A ACOLHER atende na 449 Gestante, Pós-Parto, Bebê, Criança e Adolescente.

Matéria publicada no site www.boxrox.com em Fevereiro de 2017.

7 Post Workout Protein Sources Every Crossfitter Needs in their Diet
By Andreea Itu

Aperte o SAP!

7 Fontes de proteína pós-treino que todo Crossfitter precisa ter em sua dieta

A nutrição é a base da sua saúde e desempenho como atleta. Aqui estão 7 alimentos que irão ajudá-lo a obter a proteína da forma certa.

Além do descanso que você mereceu após seu WOD de Crossfit, você necessita também de fontes proteicas para recompensar seu corpo e otimizar os resultados que você espera conseguir com o exercício. Alguns atletas podem ir correndo direto para a geladeira, enquanto outros são incapazes de detectar quaisquer sinais de fome na letargia que segue a uma sessão de treinamento intenso, no entanto, mostrando ou não, o corpo precisa de reabastecimento após o exercício.
Durante o treino, as células em seus músculos são submetidas a um estresse maior do que normalmente são, entre eles tem a liberação significativa de ácido láctico que ocorre no exercício. Isto leva ao organismo a ter que recuperar uma parte das células "danificadas", ao mesmo tempo em que também substitui algumas das células antigas por novas, e neste processo a síntese proteica é vital.

SÍNTESE PROTEÍCA
Como quase todas as proteínas são incapazes de atingir as células do corpo em sua forma original, elas são divididas em seus componentes menores, os aminoácidos. Seguindo este processo, a síntese proteica é realizada, permitindo assim que as novas células cresçam e se desenvolvam. Além disso, estudos mostram que consumir proteínas junto com carboidratos ajuda a aumentar a ressíntese de glicogênio.
Agora que nós vimos por que uma ingestão alta de proteína é necessária após o exercício, é hora de trazer duas perguntas que muitos crossfitters podem ter-se feito no que diz respeito a obter os melhores resultados de sua dieta, ou seja, quando comer e o que comer para que seu corpo se beneficie mais do consumo de proteína. Embora seja difícil dizer precisamente qual o momento mais adequado para se consumir alimentos ricos em proteínas no pós-treino, há um consenso geral sobre o fato de que um lanche ou uma refeição com proteína consumida logo após uma sessão de treinamento contribui grandemente para acelerar o processo de recuperação.
Quando se trata de nossa segunda pergunta, as respostas são menos questionáveis. É um fato bem conhecido que a carne é normalmente o principal fornecedor de proteínas para espécies onívoras como os humanos. No entanto, não há escassez de fontes de proteína vegetal natural, que atendem a todos os tipos de dietas. Os sete lanches seguintes e componentes de refeições completas são algumas das alternativas mais acessíveis e nutritivas que você deve consumir no final de cada treino.

Clique aqui e veja os 7 alimentos!



Voltar para a lista

Clube449


Newsletter

Cadastre-se e receba e-mails com dicas e informações.

 
 

Contatos

(61) 3363-7449
(61) 98535-7449 (whatsapp)
clinica449 (skype)
contato@clinica449.com.br

Centro Clínico Sudoeste
Sala 219 - Brasília/DF

Busca

Encontre o que você precisa em todo o nosso site.